ESPELHO MEU, ESPELHO MEU!… Diz-me Professor, que aluno sou eu!…

Aumentar a segurança e o bem-estar na sala de aula

 

“Quando uma criança chega ao mundo, não tem passado, não tem experiência sobre como lidar consigo própria, não tem uma escala para medir o seu valor. Terá de confiar nas experiências que tem com as pessoas à sua volta e nas mensagens que estas lhe enviam sobre o seu valor enquanto pessoa.” (Satir, 1972, p. 24).

 

 

Que papel terá um professor na ajuda da construção e manutenção de uma autoestima saudável face aos enormes desafios da vida e face a um sentido frágil de autoestima já ferido pelas experiências significativas dos seus alunos? A tarefa de ajudar crianças, adolescentes e jovens a recuperar a autoestima ou a construí-la (onde nenhuma existe) é um empreendimento complexo e abrangente com muitos caminhos possíveis. Estar em melhor contacto consigo próprio, com as outras pessoas e com a vida possibilita experienciar e avaliar emoções, pensamentos e sensações que causam mal-estar e que nos tornam mais felizes (Mindfulness). O Mindfulness pode ser um dos caminhos ensinados às crianças para aceder ao que realmente são e ao que querem ser.

 

 

Quero ajudar os meus alunos a serem seguros, fortes e capazes. As dúvidas em excesso, o medo de errar, a necessidade constante do elogio… Como ajudar no crescimento dos alunos em segurança e bem-estar num mundo tão competitivo em que vencem os “melhores”?… Não é uma tarefa fácil ajudar a promover uma autoestima saudável dos alunos com quem nos relacionamos dia após dia, mas será infinitamente compensadora para aqueles que fizerem dessa missão a base das suas interações diárias com crianças, adolescentes e jovens e o cinemasemconflitos pode ajudá-lo!

Comentar