Cinema Sem Conflitos

Cinema Sem Conflitos

I Want To Live In The Zoo

De: Evgenia Golubeva

Sasha luta em casa. Os seus pais esperam que ela arrume o quarto, coma papa e faça o dever de casa. Sasha decide que a vida no zoológico parece muito mais interessante! Ela sai para tentar encontrar seu lugar entre um bando de pinguins ou talvez girafas?

Love Letter

De: Kesski Oling

“Uma menina escreveu uma carta para mostrar como ama um menino… mas aconteceu um problema!” (…)

Endtrip

De: Koen de Mol, Olivier Ballast e Rick Franssen

“Uma viagem visualmente deslumbrante …que termina mal!” (…)

Os autores pretenderam recriar nesta curta-metragem a experiência de uma bizarra viagem capaz de tirar o fôlego através da inconsciência provocada por uma drogada. Esta viagem oferece um vislumbre do funcionamento extraordinário e similarmente estranho da mente humana. O desfecho é o pior… igual ao que acontece tantas outras vezes derivado ao consumo de drogas em excesso. Bom filme!

“Ficasc – Festival Internacional de Cinema Ambiental” pela 1ª vez nos Açores”

Em 2020 o FICASC, além de romper  fronteiras terrestres, também atravessou um oceano.
De 16 a 19 de Setembro,  a Ilha de São Miguel, no arquipélago dos Açores, em Portugal, terá programação de cinema com a temática ambiental. Por meio  de uma parceria inédita entre o Festival Internacional de Cinema Ambiental, Rede Primeiro Plano e o Projeto Cinema Sem Conflitos, serão exibidos em torno de 7 títulos, em 4 locais diferentes da cidade. As exibições serão presenciais* e gratuitas.

Consulte onde levantar os Bilhetes em https://www.ficasc.com.br/ficasc-acores

Programação do Festival de Cinema Ambiental FICASC, em São Miguel – Açores

Please wait while flipbook is loading. For more related info, FAQs and issues please refer to DearFlip WordPress Flipbook Plugin Help documentation.

Ficasc – Festival Internacional de Cinema Ambiental” pela 1ª vez nos Açores

O Cinema Sem Conflitos convida a todos os interessados em questões ambientais a estarem presentes no Auditório da Expolab http://expolab.centrosciencia.azores.gov.pt/ para assistirem ao Filme Povo da Floresta de ( Classificação Livre ) no Dia 18 de setembro às 21h. Existirá ainda um debate com um moderador especialista da área ambiental.

A história do Seringal Cachoeira, perto da fronteira entre Brasil e Bolívia, tem sido marcada pela resistência, perseverança e morte. Ela inicia com o sonho de um líder carismático e filho desta região, Chico Mendes, que em 1987 tornou-se o rosto do mundo na defesa da floresta Amazônica.

Coloque as suas questões aos Realizadores em Direto

https://www.youtube.com/watch?v=BFf3KIrK6s0&ab_channel=FestivalFicasc

Restante programação em https://www.ficasc.com.br/

FICASC nos Açores Promovido pelo Cinema Sem Conflitos

O CINEMA SEM CONFLITOS estabeleceu parceria com o PRIMEIRO PLANO para trazer o FICASC (Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra Catarinense) para a ilha de São Miguel nos Açores.

O FICASC promove através do cinema socioambiental uma reflexão na sociedade contemporânea sobre temas ambientais considerados de extrema necessidade e relevância. O festival não se limita meramente a exibir filmes, mas através deles promover uma ampla conversa nos mais variados Setores da sociedade, levando conhecimento e entretenimento à crianças, jovens e adultos.

CDIJ MOSAICO promove projeto de Cinema

“Cinema Sem Conflitos – Produções” foi o nome dado ao projeto na área das artes cinematográficas, promovido pelo CDIJ (Centro de Desenvolvimento e Inclusão Juvenil) MOSAICO, cuja entidade gestora é a Casa do Povo de Vila Franca do Campo e pela Marca Registada “Cinema Sem Conflitos“. É um projeto que contou com o apoio da Direção Regional da Cultura – Governo dos Açores.

O objetivo deste projeto destinado a jovens com idades compreendidas entre os 14 e os 18 anos de idade, em situação de vulnerabilidade escolar e social, foi o de promover a aprendizagem da sétima arte como estratégia motivacional para as aprendizagens formais no contexto escolar.

Descobrir o mundo do cinema como forma de abrir horizontes para uma disseminação da cultura açoriana, para o despertar possíveis vocações nesta área, visando, assim, o alcance de conhecimentos e capacidades essenciais para uma futura integração profissional através da aprendizagem da arte audiovisual.

Este projeto que teve o seu início em setembro de 2019 e término em junho de 2020, contou com a participação de 31 jovens de diversas localidades, passando por Vila Franca do Campo, Ribeira Grande e Ponta Delgada.
Durante a vigência deste projeto os jovens participantes aprenderam a utilizar diferentes tipos de equipamentos consoante os sensores 4K, 2,7K, HD, que tinham à sua disposição (action cam, drone, mirrorless) e também estabilizadores de imagem e tripés. O software escolhido para edição de vídeo é um dos melhores da atualidade, pois permitiu o contacto de uma forma semi-profissional. As atividades desenvolvidas passaram pela correção de cor, sincronização e equalização de áudio e grafismos.


A verdadeira aprendizagem pressupõe, assim, não só uma transferência simples de conhecimentos, mas também a criação de possibilidades para que se produza e construa, apreendendo o que é mais significativo.

Freire, 2004

CSC no Açoriano Oriental

O Jornal Açoriano Oriental noticiou o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pelo Cinema sem Conflitos. Destacou a plataforma online cinemasemconflitos.pt e os apoios até agora conseguidos, provenientes da Direção Regional da Cultura inserida na Secretaria Regional da Educação. Este apoio permitiu iniciar o “Cinema Sem Conflitos – Produções”, junto dos jovens que frequentam a Casa do Povo de Vila Franca do Campo, com o objetivo de produzir conteúdos audiovisuais e trabalhar problemáticas que constam na presente plataforma. Foi noticiado ainda a ambição de formação de professores neste projeto.